Home seta Artigos seta Professor Marins afirma que ser professor é motivo de orgulho!

Enquete

A maior dificuldade para ensinar alguém a aprender é:
 

Quem está online?

Professor Marins afirma que ser professor é motivo de orgulho! PDF Imprimir E-mail

O orgulho de ser professor

Luiz Marins


          Neste 15 de outubro de 2006, Dia do Professor, encontrava-me em Portugal, lecionando, ensinando como sempre fiz e tenho orgulho de fazer. Não sei dizer se a profissão de professor é a mais antiga do mundo. Dizem ser outra. Mas a verdade é que, desde que o mundo é mundo e o homem se viu como humano, ensinar e aprender é a base da vida, em todos os tempos e lugares do mundo.
          O verdadeiro professor não é um “guru”. Ele não inventa teorias. Ele não cria hipóteses. Ele estuda e ensina. Ele aprende e transmite. Ele sente um enorme prazer em fazer com que seus alunos se desenvolvam, cresçam, sejam felizes e tenham muito sucesso. O verdadeiro professor é um incansável ingênuo. Um irremediável sonhador. O seu prazer maior não está nas coisas materiais. A sua busca incessante pelo conhecimento e seu desejo de questionar, cismar, aprender e ensinar o faz sentir prazer onde outros só vêem tédio - uma boa livraria, um sebo, uma biblioteca ou um site de busca científico. A informação é seu saboroso alimento. Em qualquer lugar do mundo.
          Esse é o verdadeiro professor. Aquele que optou pelo magistério sabendo que nunca ficará rico de coisas materiais e por mais que tenha conhecimento, sempre se achará pobre no saber. Um eterno insatisfeito que quer sempre pesquisar mais, aprender mais, para ensinar melhor e ver seus alunos serem sucesso. Esse é o seu orgulho. “Não há orgulho maior do que ouvir de um ex-aluno que fui importante em sua vida”, disse-me um velho professor. Grandes homens e milionários sabem dever sua fama e fortuna a humildes professores que lhes ensinaram a escrever e a contar e lhes despertaram a vontade de aprender.
           O legado de um professor não são indústrias, contas bancárias recheadas, terras, imóveis ou empresas em geral. Seu legado a traça não pode comer. Seu legado ultrapassa, muitas vezes, os séculos. O sonho de um professor é ter seu nome lembrado por suas idéias e ensinamentos muito tempo depois de ter deixado de viver. Sócrates não deixou nada escrito. Só ensinou. Graças a Platão, seu aluno dileto, ficou conhecido e é até hoje estudado. Esse é o sonho maior de um verdadeiro mestre - ser eternamente lembrado através de seus alunos.
          E, quando vejo o interesse pelo que tenho escrito e ensinado atravessar os oceanos e chegar à Europa, outras Américas e mesmo no Oriente, onde meus livros,  textos e DVDs são comprados, lidos e discutidos, não há como não se ter orgulho de ser professor.
          Neste mês de outubro em que comemoramos o Dia do Professor no Brasil, faça uma boa ação. Ligue para um(a) ex-professor(a) e o(a) cumprimente. Diga a ele(a) o quanto foi importante em sua vida. Diga que você não o(a) esqueceu. Você fará feliz uma pessoa cujo maior desejo é saber se seus ex-alunos são felizes e tiveram sucesso na vida.

          Pense nisso. Sucesso!



Compartilhe com:
Facebook!twitter
 
< Anterior   Próximo >