Home seta Artigos seta Eu pensei que estava seguro no meu trabalho

Enquete

A maior dificuldade para ensinar alguém a aprender é:
 

Quem está online?

Eu pensei que estava seguro no meu trabalho PDF Imprimir E-mail
Ouvi esse desesperado desabafo de um funcionário dispensado após 18 anos de trabalho na mesma empresa. Algumas semanas depois, passada a comoção, ele me disse: “ – Na verdade eu me acomodei. Achei que estava seguro e que a empresa precisava mais de mim que eu dela.... Rejeitei algumas propostas para mudar de cidade e ajudar o estabelecimento de uma nova filial.... Protelei um curso de inglês que o meu gerente queria que eu fizesse.... Tirei férias nos dias em que novos equipamentos foram instalados e perdi o treinamento sobre como operá-los.... Sem ter me dado conta comecei a falar mal da minha empresa (quem observou isso foi a minha mulher) e a criticar as novas políticas de qualidade e produtividade. Dancei!” A verdade é que o mundo mudou. Ninguém mais está seguro no emprego, a não ser que passe a merecer essa segurança conquistando-a hora após hora, dia após dia. A concorrência está a cada dia mais violenta. As margens de rentabilidade das empresas caíram muito. O custo de uma folha de pagamento no Brasil é muito alto. Um funcionário chega a custar mais de 100% de seu salário a seu empregador, segundo o Professor José Pastore da Universidade de São Paulo, um dos maiores especialistas no setor. A globalização mudou o consumidor, a cada dia mais exigente e cheio de direitos. Funcionários acomodados, pouco comprometidos, que não andam o quilômetro extra, que não querem participar, se envolver, estudar, aprender, poderão ser surpreendidos com um inesperado “convite” para deixar a empresa.... Nesta semana faça uma reflexão e veja se você não está tendo a ilusão de pensar que é mais importante para a sua empresa do que o seu emprego para você. Muitas vezes nos acomodamos num emprego e começamos a nos sentir seguros demais sem nos apercebermos das mudanças que o mundo vem passando e de nossa necessidade de mudar com o mundo e com a nova realidade. Pense nisso. Sucesso!

 



Compartilhe com:
Facebook!twitter
 
Próximo >