Home seta Boletins seta Ensinando a Aprender - Incentivando a curiosidade

Enquete

A maior dificuldade para ensinar alguém a aprender é:
 

Quem está online?

Ensinando a Aprender - Incentivando a curiosidade PDF Imprimir E-mail

Uma das formas mais eficazes de “ensinar a aprender” é incentivar nos alunos a curiosidade. Muitos professores me dizem que isso é uma coisa totalmente desnecessária porque os alunos são curiosos por natureza e muitas vezes o que precisamos é justamente frear a curiosidade para que possam se concentrar no que está sendo ensinado.
 
 Acredito que o erro de muitos professores é achar que eles têm a obrigação de responder a todas as curiosidades dos alunos. Isso está longe de ser verdade. Quando um aluno vem com uma curiosidade além do tema que está sendo discutido, o professor pode e deve incentivar o aluno a buscar as respostas por si mesmo. Isso é ensinar a aprender. O professor deve indicar algumas fontes, ensinar como consultar, indicar pessoas que possam ser entrevistadas, mas deve deixar que o próprio aluno descubra a resposta. O ato de descobrir é fundamental para que ele sinta-se motivado e aumente a gama de sua curiosidade.

 Muitos professores também alegam que alunos menos privilegiados não têm acesso a fontes de informação. Isso é verdade, mas sempre haverá meios disponíveis. Outros professores, jornais, revistas,a biblioteca da escola, por menor que seja e mesmo a internet de amigos ou na própria escola, se houver. É preciso fazer o aluno compreender que as fontes de informação e solução de problemas são muito mais amplas do que somente os livros. Pessoas são uma fonte importante. Revistas e jornais também. Muitos alegarão que as pessoas poderão passar informações erradas e que as revistas poderão ser parciais em suas visões de um tema. Sendo isso uma verdade irrefutável é preciso que o professor ensine que quando se tem uma dúvida ou curiosidade não basta buscar apenas uma fonte. Todas as fontes devem ser buscadas e testadas. A comparação entre os resultados dessa busca em várias fontes, dará ao aluno a consciência crítica de que nem sempre há uma verdade absoluta e que vários pontos de vista diferentes trazem o prazer de aprender, de discutir, de debater.

 Ensinar a aprender pode transformar-se num gostoso jogo onde o aluno vai descobrindo a realidade do mundo e o professor vai dirigindo esse “jogo” dando a ele a chance de se aprofundar e conhecer as ramificações de um tema, vendo que uma dúvida puxa outra, uma curiosidade cria outra e que viver é descobrir e que a pessoa nunca pode parar de aprender.

 Ensinar a aprender é a grande missão de todo professor.



Compartilhe com:
Facebook!twitter
 
< Anterior   Próximo >