Home seta Artigos seta A lição de casa

Enquete

A maior dificuldade para ensinar alguém a aprender é:
 

Quem está online?

A lição de casa PDF Imprimir E-mail

A LIÇÃO DE CASA
 
Todo o estudante sabe o que é lição de casa. Desde o início da nossa vida escolar nós sempre tivemos a lição de casa para fazer. Meus pais cobravam diariamente a nossa lição de casa e nos ajudavam a solucionar nossas dificuldades.
 
Será que a lição de casa é importante para o nosso aprimoramento educacional, para nossa aprendizagem?
 
Em todos os ramos de atividades humanas se não houver treinamento, não haverá sucesso. Notem os esportistas, os músicos, os artistas de circo, de teatro, os profissionais competentes, os jogadores de futebol, etc. Como podemos fixar um conteúdo dado em sala de aula se não fizermos a lição de casa?
 
Por este motivo os professores passam a lição de casa, para que os alunos aprendam, pois somente com o estudo contínuo é que fixamos a nossa aprendizagem e tiramos nossas dúvidas dos conteúdos que estamos estudando. O trabalho dos pais em ajudar os filhos nas atividades escolares é fundamental. São os pais que reforçam nos filhos a necessidade de fazer a lição, para que realmente aprendam, além de tirar às dúvidas  dos ensinamentos recebidos na escola, pois, muitas vezes os professores com muitos alunos em sala de aula, não conseguem ser eficientes como gostariam, no esclarecimento de dúvidas de todos os alunos.
 
Como um aluno vai aprender a escrever, se não fizer redação e o professor ou os pais, não corrigirem seus escritos? Se os pais não obrigarem os filhos a procurar palavras no dicionário, como  vão criar o hábito de consultá-lo? Como sempre digo, o dicionário é para ficar em um lugar de fácil consulta e não escondido no maleiro do armário embutido, atrás das malas. Ele tem de estar na sala de televisão onde todos possam consultar facilmente, quando lêem ou escutam alguma palavra que não sabem o significado. Assim vão adquirindo o vocabulário tão necessário para exprimirmos as nossas idéias e tenho a certeza, melhorará as nossas redações.
Leiam o texto abaixo do Prof. Claudio de Moura Castro, [1] na revista “Veja” de  10/11/2004 p.20:
“Pesquisadores americanos foram observar o funcionamento das casas de imigrantes orientais. Verificou-se que os pais, ao voltar para casa, passam a comandar as operações escolares. A mesa da sala transforma-se em área de estudo, à qual todos se sentam, sob seu controle estrito. Os que sabem inglês tentam ajudar os filhos. Os outros – e os analfabetos – apenas vigiam. Os pais não se permitem o luxo de outras atividades e abrem mão da TV. No Japão, é comum as mães estudarem as matérias dos filhos, para que possam ajudá-los em suas tarefas de casa”. (Grifo nosso)
Como podemos verificar, se os pais não se interessam pela aprendizagem dos filhos, quem irá se interessar?
 
Educar no sentido amplo é uma ação de toda a família, se quisermos que nossos filhos realmente aprendam. Não nos esqueçamos que o conhecimento é a coisa mais importante para deixarmos para os nossos filhos. Conhecimento ninguém rouba, dá à pessoa a capacidade de vencer os obstáculos da vida, com mais facilidade.
 
Este é o motivo pelo qual os pais tanto desejam que seus filhos estudem, mas eles também precisam fazer a sua parte.
 
 
Sorocaba, novembro de 2004.
 
Prof. Dr;Marcos de Afonso Marins
Professor aposentado da UFSCar e foi  Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade de Sorocaba - UNISO.



Compartilhe com:
Facebook!twitter
 
< Anterior   Próximo >